Autoconexão - Meditação, Yoga e Autoconhecimento

O Autoconexão é um espaço para você vivenciar o seu melhor. Meditação, Yoga, Cursos, Voluntariado, Livros e Palestras. O caminho para se autoconhecer, online ou presencial! contato@autoconexao.org.br 19 3307-7735 - 19 3307-7736 R. Nuno Álvares Pereira, 72, Vila Nogueira, Campinas-SP, Brasil, CEP: 13088020
Autoconexão
A importância do trabalho voluntário na terceira ou melhor idade

A importância do trabalho voluntário na terceira ou melhor idade

Vou aqui, procurar relatar, em breves linhas, sobre a minha experiência em trabalhar voluntariamente, há mais de 21 anos, em uma, das três EPVs (Escola Preparatória para a Vida), da Fundação Eufraten, ou seja, na EPV II, situada na cidade de Francisco Morato, município da grande São Paulo; as outras duas, situam-se, na cidade de Campinas, interior de São Paulo.

Atendemos crianças carentes de 4 a 14 anos, aos sábados, das 9:00h às 11h30. As crianças são organizadas em grupos, por faixa etária. Fico com crianças de 4 a 6 anos. Nosso trabalho tem como foco, a educação com autoconhecimento. Nesse trabalho, temos a Natureza, como mestra e aprendemos uns com os outros (crianças com os adultos e adultos com as crianças).

Ultimamente, após o trabalho na EPV II, aos sábados, sigo , de carona, com meus amigos voluntários, até à EPVIII, EPV I ou Instituto Oikon (ligado à Fundação Eufraten) na cidade de Campinas, para onde mais estiver necessitando nosso trabalho. Trabalhamos até mais ou menos às 18:00 horas. Esse trabalho é diferente do trabalho com as crianças, mas tão prazeroso, quanto. É o chamado “Mutirão”, onde plantamos mudas de ciprestes, mudas de plantas floríferas, rejuntamos as coroas de pedras, com massa de pedreiro (cimento, areia, água), ao redor das árvores; os homens trabalham com grandes pedras. Enfim, trabalhamos na decoração e manutenção das EPVs. Também, no Instituto Oikon, se necessário for, reciclamos roupas doadas para a instituição e as preparamos para serem vendidas, no nosso bazar. Após às 18:00horas, conto sempre, com a carona de algum amigo voluntario, que me deixa na rodoviária de Campinas e sigo minha viagem para São Paulo, quando chego em casa, mais ou menos às 21h30.

Maurisa com as crianças e famílias de Fransisco Morato

Aos domingos, tenho também um outro trabalho voluntário, na Associação Espírita Beneficente Dr. Adolfo Bezerra de Menezes (Abrigo da Velhice Desamparada), situada no bairro da Penha, na capital de São Paulo. Nesta Instituição, nosso trabalho é arrecadar, nas residências, dos arredores da Penha, doações para o abrigo, tais como, alimentos, roupas usadas, sapatos, produtos de limpeza, etc... É feito aos domingos, pela manhã, contando-se desde o preparatório, das 9h30 às 12:00h. Comecei meu trabalho voluntário nesta casa em 15 de novembro de 1993 e depois de um ano, conhecendo o trabalho com crianças carentes em Francisco Morato, optei somente pelo das crianças. Há 5 anos, estou com o trabalho, nas duas casa, novamente.

O objetivo aqui, é relatar os benefícios que um trabalho voluntário traz para a vida do voluntário, principalmente, se ele já passou dos 60 anos, como é, o meu caso. E, também, para que você, leitor amigo, deste artigo, que ainda não participe de nenhum trabalho voluntário, sinta-se estimulado, e, “mãos à obra”, faça o que tem que ser feito.

Primeiramente, é necessário ter perseverança, muita disciplina, muito amor e muita força de vontade, para estar empenhado, em um trabalho voluntário.

Apesar de ser voluntário, o trabalho pede compromisso com a instituição que estamos ligados e com a gente mesmo.

O trabalho voluntário é um doar-se, um sair de si, uma entrega ao próximo, e , nessa doação, você vai percebendo, que o mais ajudado, é você mesmo, pelos benefícios trazidos em nossa vida.

Falando por mim, os ganhos são muitos: boa saúde física e mental, um bem-estar muito grande, um bom relacionamento social, rejuvenecimento, para os, com mais idade (trabalhando com crianças e jovens, nos sentimos mais rejuvenecidos).

O que nos impulsionou e nos impulsiona, nesses 21 anos, trabalhando com crianças, no meu caso, levantar todos os sábados às 5:00h, sair de casa às 6:00 , fazer um percurso de mais ou menos 2h50 de metrô e mais 2 ônibus, é saber que nos esperam, crianças carentes, de tudo, emocionalmente, socialmente... Esperam por nós, para nos dar um sorriso e um abraço e o aprendizado que nós lhes oferecemos. E quanta alegria, hoje, quando aparece, para nos visitar, em nossa EPV, um ou outro, que já foi um dos nossos atendidos, e já estão com família formada e trabalhando. Também nos entristece, quando sabemos de algum dos atendidos, que não quiseram seguir com a gente, estão desviados do caminho do bem.

Maurisa com antigos educandos

Além dos meus trabalhos voluntários, faço outras atividades, que me trazem prazer e muita alegria, como exercícios físicos (caminhada ou esteira), todas as manhãs (exceto aos sábados), dança flamenca, curso da língua catalã, pela internet e ultimamente , em casa, durante a semana, colaboro e recebo muito aprendizado, nas transcrições das palestras e diálogos, do fundador da nossa Fundação Eufraten, Dr. Paulo Zabeu.

E, para terminar, vou deixar umas dicas... Quer ter uma vida mais saudável? Levante-se do sofá, saia da zona de conforto, saia de si, doe-se, vá fazer parte de um grupo de voluntários. Procure ter equilíbrio, em tudo, na sua vida, principalmente, no emocional, alimentação, etc... Faça também, além do trabalho voluntário, coisas para você, que lhe deem prazer, alegria. Cante, dance, toque um instrumento musical, pinte, escreva, enfim:

MEXA-SE. A VIDA É AÇÃO, O TEMPO TODO.

Postado por Maurisa Castilho

Aposentada, leva uma vida ativa e saudável aos 66 anos praticando voluntariado, dança e atividades em grupo.

Voltar